Zélia Duncan retoma parceria com o produtor Christiaan Oyens em álbum folk e solar

Foto: Roberto Setton

O ano de 2019 trouxe, até o momento, incertezas, discussões acaloradas e dias que tendem a ser cada vez mais nublados. Cantora e compositora de posicionamento crítico cravado nas redes sociais, Zélia Duncan, em resposta aos dias sombrios, nos traz o Sol. Isto porque "Tudo É Um", o seu mais novo álbum, é calcado em leveza de um pop folk sereno.

"Este álbum foi idealizado num momento muito agressivo das nossas vidas, que desembocou no ano de 2019. Por conta disso, agora que está pronto e estou aqui ouvindo, é no mínimo de se admirar, que o resultado seja tão suave e eu diria até gentil. Não me dei conta enquanto fazia, do quanto eu estava precisando dessa leveza em algum lugar do meu universo. E foi justamente aqui, claro, onde posso ser o que eu quiser", conta Zélia.

O disco, lançado pela Biscoito Fino, retoma a parceria de longa data da cantora com o produtor Christiaan Oyens. Duncan assina a direção artística, Oyen a direção geral. Os dois, em conjunto com os músicos que participaram do trabalho, são responsáveis pelos arranjos. 

"O álbum pop autoral antes deste, foi “Pelo Sabor do Gesto”, depois disso muita água rolou. DVD, Itamar Assumpção, Totatiando, álbum de samba, trabalho com Jaques Morelenbaum, cello e voz. Então apareceu uma vontade louca de olhar pro começo de tudo, onde eu e Christiaan imprimimos nossa dupla, que trazia uma sonoridade que eu gostava de chamar de Pop Folk Brasileiro. Era só uma maneira de me livrar das milhares de entrevistas onde me perguntavam sempre a mesma coisa, mas hoje, me parece até simpática essa definição", diz a cantora.

"Tudo É Um" ainda conta com participações especiais de Chico César,  Zeca Baleiro, Dani Black, Fred Martins, Dimitri BR e Moska. 

Confira: 

Postar um comentário

0 Comentários