De dançarina prodígio à cantora, Tainá Costa aposta no brega funk - Eufonia Brasileira - Onde a Música Nacional é Notícia

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

De dançarina prodígio à cantora, Tainá Costa aposta no brega funk

Foto: Rcheles Fotografia

Ela tinha 16 anos quando estourou na internet por conta de suas danças. Foi por meio de vídeos que a paulistana Tainá Costa, hoje com 21 anos de idade, se firmou como dançarina de funk. Participou de produções importantes de nomes famosos do gênero, como MC Kevinho, Jerry Smith e Jhowzinho e Kadinho. O sucesso na dança foi tanto que Tainá foi para fora do país ensinar gringo rebolar.

Tudo começou em Natal, onde a artista morou por 12 anos. Foi em terras potiguares que começou a divulgar suas danças, porém, já praticava há muito tempo, "desde que se entende por gente", costuma dizer. Começou com forró, passou para o hip hop e se encontrou com o axé.

A dança não ficou para trás. Muito pelo contrário. Tainá se lançou como cantora no ano passado, com a música "O Aquecimento de Tainá Costa". A faixa, como já anunciada pelo título, é estímulo para dançar. Em seu pequeno catálogo de singles, a cantora lançou mais três canções: "Paralisa e Treme", em parceria com MC 2K, "Quero Ver Tu Balançar", que ganhou posteriormente versão de Solange Almeida  e "Toma", música mais recente, em parceria com Mateus Carrilho.

O estilo das canções é uma junção das maiores sensações nacionais do momento. A música brega, com toques de forró e arrocha, e as batidas do funk. O estilo já foi explorado por outros artistas, como MC Loma e As Gêmeas Lacração. Talvez a mistura seja um elemento que justifique o emergente sucesso de Tainá como cantora. Sua canção de estreia conta com mais de 26 milhões de acessos no YouTube. Será que o brega funk de Tainá Costa pega também nas ruas?




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial