Solidão e mitologia protagonizam single que marca a volta de Thiago Pethit ao cenário fonográfico - Eufonia Brasileira - Onde a Música Nacional é Notícia

sábado, 19 de janeiro de 2019

Solidão e mitologia protagonizam single que marca a volta de Thiago Pethit ao cenário fonográfico

Foto: Rafael Barrion

Com menções a simbologia pagã e mitos gregos, Thiago Pethit está em cena novamente, com seu quarto disco de estúdio, "Mal dos Trópicos (Queda e Ascensão de Orfeu da Consolação)", projetado para o primeiro semestre deste ano. Enquanto o álbum ainda não está na agulha, o cantor, compositor e ator, que teve figura reverberada com o disco "Rock'n'Roll Sugar Darling" (2014), começa 2019 com o single "Noite Vazia".

A faixa antecipa o novo álbum do cantor, que conta com produção de Diogo Strausz. O título da canção já aponta, naturalmente, para uma impressão soturna sobre o que será apresentado. E é exatamente a solidão, a dor e o lamento que são os temas tratados no registro.

"Eu não escrevo canções de amor. Mas canções sobre a ausência ou sobre a falta do amor. Sobre o abandono, o pedido de retorno, o lamento e a dor. Quando escrevo sobre amor, escrevo mais sobre mim do que sobre o outro. É sobre a solidão mais do que sobre amar. Noite Vazia fala sobre isso", conta o artista.

O single conta com videoclipe dirigido por Camila Cornelsen, enquanto Laura Taylor e Otávio Françoso (Man Made) assinam a direção de arte. A capa da faixa  é um quadro do artista plástico pernambucano Samuel D'Saboia, feito sob encomenda.

"A capa de 'Noite Vazia' fala sobre dança, Medusa e Orfeu. Escutando a letra eu imaginei Orfeu saindo angustiado pela noite pensando em seu amor que ficou no Hades, ao mesmo tempo linkando a figura da Medusa: esse rosto bruto, que julga sem ver. Tudo isso envolto num estado de profunda tristeza, pois a letra fala sobre um amor que queria acalento e não transformar sua parte igual em pedra", conta Samuel.

"Noite Vazia" está disponível no YouTube e em todas as plataformas digitais com distribuição via Tratore.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial