Novos Sons #2: após indecisões de carreira, Clara Valverde se encontrou na música

Foto: Reprodução

Por vezes você está cansado. Só precisa de um tempo, tirar umas férias. Mas tem vezes que você pensa direito e vê que está indo por caminhos que não te agradam tanto e que, na verdade, não te fazem feliz. Foi assim com Clara Valverde. Jovem cantora brasileira, revelação em destaque nas playlists das plataformas digitais, Clara não se via na música logo de início. E nem depois...e depois. Cursou arquitetura, moda, publicidade e, enfim, chegou na música.

Já são três singles autorais lançados na internet. "Samba do Moço Bonito", "Somos Dois" e "Baby, Essa Não É Pra Você". As canções mostram que Clara é plural. Por vezes melancólica, ou um pouco mais intensa ou mesmo sambista. O ponto de encontro de todos estes elementos é a música pop, com toques brasileiros nas raízes das faixas.

É cedo para dizer que Clara é algum tipo de sensação da música nacional. Mas também não é aposta alguma. Artista de tom vocal doce e suave, assim como a sonoridade de suas canções, a musicista tem habilidade e jeito no que faz. Se vai vingar ou não, há vários elementos que, por bem ou por mal, influenciam nisto. Ainda assim é fato que, a cantora de 23 anos, depois de tantas voltas, parece ter se encontrado.






Comentários

Anúncio

Eufonia Podcast

Siga-nos no Facebook