Tendo Uma Vida Só: Pepeu Gomes lista 7 guitarristas que todo mundo tem que ouvir

Foto: Marcos Hermes

Solos de guitarra, riffs, improvisos. A seção "Tendo Uma Vida Só chega diferente neste ano de 2019. Neste espaço, damos dicas de discos, músicas ou artistas que, tendo uma vida só, você precisa conhecer. E como o tempo voa, é melhor conferir já tudo o que há de bom.

Para listarmos sete guitarristas brasileiros que todo mundo precisa ouvir, pedimos ajuda de ninguém menos que Pepeu Gomes, expert na categoria. Vamos conferir o que o guitarrista destacou.

Os textos descritivos são de Lucas Lima, editor do site:

Lanny Gordin

Lanny Gordin nasceu em 1951, na China e chegou seis anos depois ao Brasil. É filho do pianista russo Alan Gordin (que viria a abrir a Stardust, casa de shows que ganhou fama em São Paulo). Aos 15 anos, o chinês radicado no Brasil já tocava com Hermeto Paschoal e Heraldo do Monte. Chegou a contribuir com Wanderléa, Eduardo Araújo, Caetano Veloso, Gal Costa, Jards Macalé, Erasmo Carlos (no clássico "Carlos, Erasmo) e muito mais. Pepeu Gomes chegou a morar com Lanny em 1969. A Stardust tinha como banda base: Pepeu Gomes e Lanny Gordin nas guitarras e no baixo, Hermeto Paschoal nos teclados e Paulinho da Costa na percussão.



Luiz Carlini

Guitarrista paulistano, Carlini é famoso por ter criado, junto com Lee Marcucci, a banda Tutti Frutti. O grupo era a banda que acompanhava Rita Lee, em discos e shows, por quase toda a década de 70. Há interferência de Luiz Carlini em músicas como "Agora Só Falta Você", "Corista de Rock" e "Ovelha Negra".

O guitarrista colaborou também com inúmeros artistas da cena nacional. Podemos elencar aqui Camisa de Vênus, Barão Vermelho, Lobão, Erasmo Carlos e muito mais.



Frank Solari

Virtuosismo é sinônimo de Frank Solari. Gaúcho, o guitarrista é reconhecido internacionalmente por sua técnica e pelas músicas fora dos padrões convencionais. Além de guitarrista, Frank é produtor e engenheiro de som. Solari tem em seu currículo três discos de estúdio e um álbum com o Tritone, grupo que formou com Edu Ardanuy e Sérgio Buss. Fez um projeto acústico com Robertinho do Recife e, com o projeto, chegou a abrir quatro shows de Bob Dylan no Brasil.



Armandinho

Lugar de guitarra é no trio elétrico. Sim, e Armandinho provou isto. O guitarrista da Cor do Som é nada mais nada menos que o criador da guitarra baiana, que embala carnavais até hoje. Filho de Osmar, do trio elétrico Dodô e Osmar, Armandinho sempre teve contato próximo com o carnaval. A criação de uma sonoridade única eleva o guitarrista para história, já que o mesmo tem uma técnica muito singular.



Toninho Horta

A incorporação do jazz na música brasileira não poderia estar em mãos melhores do que as de Toninho Horta. O mineiro tocou com Elis Regina, Edu Lobo, Gal Costa, Maria Bethânia além de ter uma presença e importância fortíssima no Clube da Esquina. Tanta requisição por grandes nomes da música nacional com certeza não é por acaso.


Davi Moraes

Uma mescla de rock, reggae e afoxé caracterizam o trabalho de Davi Moraes. Filho de Moraes Moreria, o guitarrista aposta em solos envenenados e misturas nada convencionais. Aos 11 anos de idade já era ovacionado no Rock In Rio, quando apresentou uma versão de "Brasileirinho".


Filipe Pascual

Filho de peixe, peixinho é. Filipe Pascual, filho de Pepeu Gomes, mostra que aprendeu bem com o pai ao mostrar atitude e virtuose na guitarra. O músico acompanha Pepeu nos shows e toca, junto com o pai, clássicos da música brasileira.



Comentários

Anúncio

Eufonia Podcast

Siga-nos no Facebook