"Estou apreensivo com o futuro", diz Djavan, que lança neste mês álbum pop e político

Foto: Nana Moraes

Uma das vozes mais ouvidas das rádios brasileiras, Djavan termina o ano de 2018 com um novo trabalho. "Vesúvio" é o nome do disco que o cantor entrega ao público no próximo 23 de novembro, com edição da Luanda Records e distribuição Sony Music. O primeiro single do registro, "Solitude", foi divulgado há um mês. A canção deixa pistas sobre como será o novo trabalho do artista. Pop e político. Tanto é que ma mesma semana em que as eleições presidenciais foram definidas, Djavan lançou seu segundo single, "Cedo Ou Tarde".

A canção, com suíngue que traz a aura dos anos 70 e 80 para os dias atuais, fala sobre o medo. “Quem manda é o medo/A hora é imprópria/Pra sorrir/Viver assim/Com tais dissabores/Não é brincadeira”, diz trecho da canção.

"Estamos vivendo um momento de grande incerteza no Brasil e no mundo, tudo é complexo, confuso e nebuloso. Estou apreensivo com o futuro, todas as possibilidades são complicadas. Algumas canções do novo disco nasceram dessa perplexidade" – explica Djavan.

"Vesúvio" é o 24° disco do artista e foi gravado entre julho e setembro deste ano. Para este novo trabalho, o alagoano contou com uma banda renovada. Tocam com ele os já recorrentes Torcuato Mariano (guitarra); Paulo Calazans (piano) e Renato Fonseca (piano) e os novos Arthur de Palla (baixo) e Felipe Alves (baterista). 

"Cedo Ou Tarde" chega aos ouvidos do público também por meio de lyric vídeo, que teve direção de Rafael Gino, motion design de Carlos Eduardo Santos (ambos ex-alunos da Oi Kabum, escola de arte e tecnologia que oferece a estudantes da rede pública uma formação em artes gráficas e digitais) e direção de arte de Luma Rodrigues, do CriAtivo Film School.


Comentários

Parceiro

Siga-nos no Facebook