"O amor é um cisco no meu globo ocular", diz Musa Híbrida em novo single

Reprodução

"O amor é um cisco no meu globo ocular". Com esta frase, a Musa Híbrida, banda proveniente de Pelotas (RS), sintetiza o que poucos dizem, mas que muitos sentem. O amor, por vezes, é incomodo, não te deixa dormir e nem ficar sozinho. Esta reflexão, talvez não tão concreta assim, está em "Viu", single que antecipa "Piscinas Vazias Iluminadas Em Pé", o novo álbum da Musa Híbrida que chega ao streaming ainda neste mês, com apoio da Natura Musical.

O lançamento do single veio em conjunto com um vídeo, uma animação em rotoscopia, produzido inteiramente por Camila Cuqui, integrante do grupo. “Criei diversas camadas no Illustrator e animei os ‘png’ precariamente no Premiere. Uma mistureba de softwares de animadora de segunda viagem”, comenta Cuqui. “O resultado é essa colagem de gifs, prints de tela com chroma key, de nós musos tomando uma água ou caindo os globos oculares dos orifícios. As imagens vão se desmembrando e repetindo, instrumentos, dedos, braços, pads, as cordas não seguem as tensões físicas comuns do planeta Terra”, completa.

“‘Viu’ foi a primeira música que trabalhamos do disco, nasceu dos três tocando. O arranjo bruto dela tá ali. E ela consegue condensar bem o que é a Musa nesse novo disco”, reflete Alércio PJ. “Essa transmutação que é viver fazendo som e pensando e repensando som por seis anos de nossas vidas. Ela tem essa capacidade de síntese, poética, musical e ainda de mostrar uma fagulha do novo, um pedaço condensado e brilhante de PVIP. Acho que são bons atributos para um single”, conclui.

"PVIP" será o terceiro álbum da Musa Híbrida. A banda já tem no currículo um disco homônimo, de 2012 e o "Verde Fosco Roxo Cinza", lançado em 2014. Na discografia do grupo também se encontra o EP "Respirei o Poema Cuspi", de 2016.

Confira "Viu":


Comentários

Parceiro

Siga-nos no Facebook