Em single que antecipa novo álbum ,Catavento expõe a relação da cidade com o ser

Foto: Rodolfo Cemin

A cidade, sempre caótica. Pessoas correndo, atrasadas, buzinas de carros. O ódio, a desconfiança e a formação do ser. Estes são os elementos explícitos no novo álbum do Catavento, "Panca Úmida". A faixa antecipa o novo álbum do grupo, "Ansiedade na Cidade", que chega às plataformas digitais no próximo três de agosto, com apoio da Natura Musical.

A música, que segundo o guitarrista e autor Leo Sandi, mostra como a cidade molda a nossa maneira de entender o mundo, ganhou videoclipe. O registro audiovisual tem direção assinada por Manoela Cezar e Pedro Geraldo, e foi filmado na capital paulista e na cidade industrial de Cubatão (Baixada Santista). Poluição, uma personagem que sofre de problemas respiratórios em um passeio, quase que infinito, de moto. Requintes que levam a aflição e a ansiedade na cidade para o ouvinte.

"As cenas tinham, principalmente, a ver com viver na cidade, o que guarda uma certa angústia, uma sensação de sufoco. A personagem do clipe nunca está em paz, ela está sempre em movimento, inquieta. Quer ir embora, mas não consegue, a cidade não permite, o próprio clipe não permite. Mesmo em movimento, ela continua parada. Ou seja, fugir pode sempre te levar ao lugar de onde você saiu", reflete Manoela Cezar.

Sobre a fotografia e as influências do clipe, Pedro comenta: "Elas (influências) são, na verdade, tudo o que a gente já viu de filmes, de arte, de tudo. Não tem uma coisa específica que nós buscamos atingir. Sempre optamos por produzir algo que faça sentido para gente, que seja sincero e não se apegue ao que está na moda".

Confira o vídeo: 


Comentários

Parceiro

Siga-nos no Facebook