Barro canta o Brasil atual mas indica esperança que "as belezas vão surgir do concreto" em novo single

Foto: Coletivo Temporário

Após o ciclo vitorioso de "Miocárdio", álbum de estreia de Barro, o cantor se prepara para o lançamento do seu novo disco, intitulado "Somos". A faixa que dá o título do álbum foi divulgada junto a um lyric vídeo dirigido por William Paiva.

A letra tem assinatura de Barro e a criação da sonoridade da canção, que traz as raízes do maracatu, foi fomentada com a colaboração de Guilherme Assis (baixo e samplers) e Ricardo Fraga (bateria e programação) na produção musical. A letra, em especial, fala sobre elementos de destaque da formação do ser brasileiro: "Somos do tempo/Do recomeço/Do retrocesso/Do fogo, mar e o vento/Somos sementes/Do agronegócio/Do lixo tóxico/Da célula /Da transgênese", diz trecho da canção.

Fotografia de capa: Louise Vas


"Somos foi a primeira música que surgiu desse novo ciclo de composições e veio de uma forma potente como se apontasse para um novo caminho. Além disso, é uma tradução do espírito do disco e do nosso tempo, a afirmação da coletividade, da força da união das energias. Na produção musical, contei com meus parceiros de palco e de vida Guilherme Assis e Ricardo Fraga e viramos um laboratório sonoro para esse novo disco", conta Barro.

"Vivemos num contexto de aridez das relações, das esperanças e dos projetos de futuro. Era importante pra mim firmar alguns posicionamentos, admitir o contexto que nos inserimos hoje, mas afirmando uma esperança lúcida e a crença que as belezas vão surgir do concreto armado e das nossas urbes deterioradas. Para criar essa paisagem sonora de aridez, trouxemos os samplers de aboiadores, que cantam enquanto tangem a manada, como um grito e um instrumento virtual fazendo as melodias, e o pífano seco completa esse cenário agrestino dando uma certa leveza característica", relata o compositor.

Confira o vídeo de "Somos":


Comentários

Parceiro

Siga-nos no Facebook