Maurício Pereira faz crônica urbana com traços cirúrgicos no single "Mulheres de Bengala"

Foto:Rui Mendes

Como divulgação de "Outono no Sudeste" (distribuição Tratore), novo álbum de Maurício Pereira a ser lançado em maio, o cantor lança nesta sexta, 27, o single "Mulheres de Bengala" nas plataformas de streaming. A faixa é a primeira do registro a chegar aos ouvidos do público. E o que esperar de um single com um título um tanto quanto improvável? (nem tanto se tratando de Maurício Pereira).

Bom, mais uma crônica urbana, desenhada em traços cirúrgicos, com contornos da mais fina poesia e muito divertida. Uma moça de bengala caminha de forma atraente, com a cintura dura, na esquina da Avenida Paulista com a Bela Cintra, acompanhada de um amigo. Os dois entram no Metrô e... somem. Mais à frente, na Consolação, aparece outra: baixinha, cheirosa e com salto agulha, como diz a letra.

Observei duas mulheres de bengalas em diferentes situações”, diz Pereira, em comunicado à imprensa. “Essa ‘coincidência’, em um espaço de tempo tão curto, me devolveu essa canção”.

A faixa foi musicada por Lu Horta, do grupo Barbatuques. Os filhos de Maurício: Tim Bernardes, Chico Bernardes e Manuela Pereira, aparecem em coro na gravação. "Outono no Sudeste" teve produção de Gustavo Ruiz e é o sucessor de "Pra Onde Eu Tava Indo", álbum lançado em 2014 por Maurício. Confira o single "Mulheres de Bengala":




Comentários

Parceiro

Siga-nos no Facebook