"Deus é Mulher", novo álbum de Elza Soares, reúne seleto grupo de compositores do circuito paulistano

Foto: Divulgação

Já está definido. O novo álbum de Elza Soares, sucessor do aclamado "Mulher do Fim Do Mundo", lançado em 2015, terá o título de "Deus é Mulher", derivado da canção “Deus Há De Ser”, do carioca Pedro Luís, um dos muitos compositores presentes no álbum e um dos poucos fora do circuito paulistano (Caio Prado é outro carioca que pode pintar no disco).

O registro, aliás, contará com 11 faixas e foi produzido por Guilherme Kastrup, o mesmo produtor do disco anterior de Elza, com o apoio da Banda Passo Torto: Kiko Dinucci, Rômulo Fróes, Rodrigo Campos e Marcelo Cabral. Segundo adiantou o Estadão, tem presença, nas composições do disco, nomes como Tulipa Ruiz, Alice Coutinho, Mariá Portugal.

O álbum começou a ser produzido em setembro, junto com a seleção de músicas. De 60 canções analisadas, 20 foram selecionadas e levadas para a própria Elza Soares fazer mais um corte. Sobraram oito canções e surgiram mais três.

O disco deve sair em abril, pela Deck, nova gravadora da cantora. A narrativa, apresenta uma certa continuidade de "A Mulher do Fim do Mundo", segundo declarou Kastrup.

"(O disco anterior) denunciava as mazelas e o caos do mundo. O novo trabalho sugere o nascimento de uma nova era, conduzida pela energia feminina", comentou Elza ao Estadão.

Comentários

Parceiro

Siga-nos no Facebook