Após 30 anos, Vzyadoq Moe relança álbuns de estreia nas plataformas digitais

Foto:  Angelo Pastorello

O pós-punk do Vzyadoq Moe, que influenciou bandas e novos estilos nos anos 90 (incluindo Chico Science & Nação Zumbi), já está disponível em plataformas digitais como Spotify e o Deezer. A audição dos álbuns "O Ápice” e “Hard Macumba”, dois primeiros da banda sorocabana, lançados respectivamente nos anos de 1988 e 1991, finalmente chegou aos serviços de streaming. O grupo, que ganhou grande reconhecimento pela mídia especializada, pode agora conquistar um novo público.

Prestes a completar 30 anos desde o lançamento, “O Ápice” abre as comemorações e oferece para um novo público a oportunidade de se impressionar com a mistura de diversas vertentes do rock oitentista com o samba de raiz, junto de influências da literatura simbolista, histórias em quadrinhos e do cinema expressionista alemão.  “Para o ano que vem, estamos planejando também lançar uma versão estendida do disco ‘O Ápice’, com versões ao vivo e completamente remasterizado”, revela Marcelo Raymundo. Foto: Fabrício Vianna

O grupo voltou a ter contato com tais músicas em 2010, quando se apresentou no Usina Festival, em Sorocaba. Motivados, a banda, cuja formação clássica conta com Marcelo Raymundo (guitarra) Marcos “Peroba” Stefani (bateria), Marcelo “Fausto” Marthe (vocal e letras), Jacksan Moreira (guitarra) e Edgard “Degas” Steffen (baixo), passou a ensaiar, criar novos arranjos e criarem releituras para as canções. Embora não tenha nada confirmado, a Vzyadoq Moe considera a possibilidade de subir novamente aos palcos, celebrando os 30 anos de um disco tão atual como “O Ápice”.


Comentários

Parceiro

Siga-nos no Facebook