5 álbuns recentes que você não pode deixar de ouvir - #TendoUmaVidaSó

Hoje estamos começando uma nova seção em nosso site. O "Tendo Uma Vida Só" vai sugerir músicas e álbuns imperdíveis, sempre voltados para determinado tema. Para iniciarmos, selecionamos 5 álbuns recentes ( de 2014 pra cá), que você precisa ouvir. Confira:


05 - Tuvalu - Lê Coelho


Lançado em 2014, Tuvalu é um disco calmo mas que provoca o ouvinte com suas letras. O cantor transita em diversos estilos e conta com diversas parcerias, entre elas o Trio Bolerinho e o grupo Meia Dúzia de 3 ou 4. Este é o primeiro álbum solo de Lê Coelho, ele que faz parte do grupo "Os Urubus Malandros". É uma grande mistura, pode ser moderno, habitual ou tradicional. Depende do ponto de vista. Destaques: "Fausto Hippie", "Minha Madrugada", "Quase Chique" e "Meu Mundo é Hoje".







04 - É - Duda Brack

Duda Brack encarou o desafio de interpretar composições até mesmo deixadas de lado por seus criadores. E fez isso muito bem. Em uma mistura de MPB e Rock 'N' Roll, o disco te prende de uma forma impressionante, seja pela melodia ou pela interpretação da cantora. Você realmente sente a música na voz de Duda. Este, que apesar de ser o primeiro álbum da gaúcha, é um registro extremamente consistente, que não deixa a desejar em nada.  

Lançado em 2015, foi produzido pro Bruno Giorgi, e conta com participação de Dani Black na bateria além de ter uma composição do cantor. O tracklist conta com 8 músicas, poucas mas suficientes. Ao total , Duda interpreta 10 compositores, os destaques ficam para "Lata de Tinta" (  Paulo Monarco e Elio Camalle), 'Cadafalso" (Carlos Posada) e"Vaza ( Tais Feijão) . Foto Superior Direita: Daryan Dornelles/ Divulgação









03 - Ômega III - Sara Não Tem Nome

 Ômega III poderia ter tudo para ser mais um disco ruim voltado para o público adolescente, mas não é. A contestação não é pelo fato do disco abordar temas como solidão e melancolia, mas sim de que modo isso seria feito. Sara tirou de letra em seu primeiro disco. Com melodias maduras e vocais que conversam totalmente com a ambientação, ela provou que é possível abordar tais temáticas com qualidade e consistência. Os destaques ficam com "Dias Difíceis", "Água Viva", "Ômega III", "Solidão" e "Páscoa de Noel"



                                         


02- Est - Tape & Scandurra

Em um projeto com Edgard Scandurra (Ira!) e Silvia Tape (Mercenárias), só se pode esperar que tenha muito Rock 'N' Roll, e realmente o rock está lá, porém de maneira diferente. Pode esquecer as músicas "jovens" apresentadas no Ira!, Tape & Scandurra fazem praticamente um disco terapêutico, suave e instigante. A rebeldia e revolta da adolescência deu espaço para músicas mais sólidas, uma combinação de solos de guitarra e vocais delicados. Destaques: "A Sua Intuição", "Asas Irreais", "Concha" e "Meu Lamento"


                                             


01- Step Psicodélico - Tatá Aeroplano

Um dos melhores compositores e intérpretes dos últimos tempos, Tatá Aeroplano lançou neste ano o melhor álbum de sua carreira. Step Psicodélico conseguiu captar todas as personalidades de Tatá, manteve a psicodelia e implementou o pop nas canções. Ainda por cima, os duetos com Julia Valiengo dá um toque de sutileza, tornando a degustação do disco uma das coisas mais gostosas de se fazer em seu tempo livre. Destaques:"Step Psicodélico", "Outono à Toa","Eu Inezito" e "Passando o Chapéu na Noite Purpurina".



                                            


Comentários

Parceiro

Siga-nos no Facebook